Opinião Livro

The Unbecoming of Mara Dyer, Michelle Hodkin


Título Original: The Unbecoming of Mara Dyer
Autor: Michelle Hodkin
Editora: Simon & Schuster Books
Género: YA
Série: Mara Dyer #1
Páginas: 306
Ano Publicação: 2011

Sinopse

Mara Dyer doesn’t think life can get any stranger than waking up in a hospital with no memory of how she got there.

It can.

She believes there must be more to the accident she can’t remember that killed her friends and left her mysteriously unharmed.

There is.

She doesn’t believe that after everything she’s been through, she can fall in love.

She’s wrong.





Fiquei encantada com esta capa e como isso é meio caminho andado para querer ler um livro, resolvi não esperar mais e agarrei-me a ele. Surpreendida é a palavra certa para descrevê-lo e mal posso esperar pela continuação.

Mara Dyer aparenta ser uma rapariga normal, boa aluna, boa filha, boa amiga e boa namorada. Mas de um momento para o outro perde a melhor amiga Rachel, o namorado Jude e a irmã deste Claire, quando o tecto de um asilo desaba sobre eles. Mara também estava presente nessa aventura de dormir neste edifício degradado só que a ela não lhe acontece rigorosamente nada. Depois de lidar com funerais, médicos e o olhar das outras pessoas, pede aos pais para se mudarem e assim chegam a Miami.


Sendo uma situação bastante dolorosa, ainda mais, quando não consegue recordar o que se passou, começa a achar que está a ficar maluca, pois vê os amigos constantemente e sente que estão realmente a acontecer as coisas que imagina inocentemente. Como é nova na escola e sentindo a família a vigiá-la decide procurar ajuda psicológica. Mas não será só esta ajuda que obterá, Noah Shaw, o rapaz com uma fama que o persegue, não consegue deixá-la em paz e juntos vão descobrir que são mais semelhantes que as diferenças que os separam.

Mara consegue chegar-nos ao coração porque sentimos que se fosse connosco acharíamos que também estávamos a ficar malucos. Não é fácil lidar com este tipo de acontecimentos que são tudo menos normais, ainda por cima, num mundo onde aparentemente este tipo de situações não acontecem nem existem. Ela quer descobrir quem é, porque é assim e se há maneira de controlar e contornar a forma letal de pensar. 


Quanto mais quer ter lembranças daquela noite mais toma noção que há coisas que são preferíveis ficarem adormecidas ou esquecidas. A verdade é uma dura realidade de aceitar e mais vontade sente de deixar que a loucura se apodere de si. Porém Noah não pensa da mesma maneira e faz de tudo para manter à tona a rapariga que se quer "afogar", e é por isso que a capa faz todo o sentido. Se a mantiver a salvo das memórias, das tristezas, das frustrações, dela mesma, conseguirá mostrar-lhe que está com ela e que juntos poderão ajudar-se mutuamente a descobrirem quem são.

Uma boa mistura este livro: mistério, sobrenatural, romance. Logo o 1º capítulo é indicador que muita coisa está mal e precisa ser bem explicada, e faz com que não queiramos deixar a leitura. E o final é de ficar de boca aberta e agora as teorias já começam a formar-se. 
Capa linda, história envolvente, personagens credíveis, final surpreendente, que podia quer mais?!

Citações:

“You could start a fire with the heat between you two."
"You're mistaking bitter animosity for heartfelt affection.”  

“You're the girl who called me an asshole the first time we spoke. The girl who tried to pay for lunch even after you learned I have more money than God. You're the girl who risked her ass to save a dying dog, who makes my chest ache whether you're wearing green silk or ripped jeans. You're the girl that I--" Noah stopped, then took a step closer to me. "You are my girl.” 

“You want me as much as I want you. And all I want is you."
My tongue warred with my mind. "Today," I whispered.
Noah stood slowly, his body skimming mine as he rose. "Today. Tonight. Tomorrow. Forever.” 

Classificação: 4,5 de 5*
 

 
 



4 comentários:

  1. Parece um livro muito interessante! :D
    Fiquei curiosa! ^^
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é mesmo, lê acho que vais gostar ;)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. É só adicionar né?! caramba nunca mais desce :/

      Eliminar