Opinião Livro

Paixão Sublime, Lisa Kleypas



Título Original: Devil in Winter
Autor: Lisa Kleypas
Editora: 5 Sentidos
Género: Romance Histórico
Série: À Flor da Pele
Páginas: 320
Ano Publicação PT: 2013
ISBN: 9789897450082

Sinopse

A boca dela roçou a dele, sedosa, macia e quente… e ele sentiu o estonteante toque da sua língua. Acendeu-se-lhe, desde logo, a chama do desejo e deixou-se afogar num prazer imoderado, poderoso, como nunca havia sentido.

Quatro jovens damas da sociedade londrina procuram um bom partido. Chega a vez de Evangeline Jenner, a mais tímida, mas também a mais rica, logo que cobre a sua herança.
Para escapar às garras da família, Evie pede ajuda a Sebastian, Lord St. Vincent, um conhecido libertino, fazendo-lhe uma proposta irrecusável: que se case com ela, trocando riqueza por proteção.
Mas a proposta impõe uma condição: depois da noite de núpcias, os dois não voltarão a encontrar-se na intimidade, pois Evie não quer ser mais um coração partido na longa lista de conquistas de Sebastian.
A Sebastian resta esforçar-se mais para a seduzir… ou entregar finalmente o coração, em nome do verdadeiro amor.



Depois de ler Sedução Intensa tive logo de ir a correr comprar o próximo volume porque o epílogo denunciou tudo o que se ia passar. E a vontade era tanta de lhe pegar que depois de o acabar soube a pouco. Não sei, a história tem tudo para dar certo, mas nem me aqueceu nem arrefeceu. Achava tanto que com o decorrer normal da série a minha adoração fosse crescendo, mas com este recuou um pouco. As expectativas altas estragam realmente tudo...

O que é que pode dar certo entre uma rapariga tímida e gaga e um rapaz mulherengo e tão seguro de si? Aparentemente nada, a não ser que seja feito um pacto entre ambos para se casarem. É esta a proposta de Evangeline Jenner a Sebastian St. Vicent para conseguir escapar às garras da sua família soberba e ainda poder acompanhar o pai nos seus últimos momentos. Se St. Vicent fica espantado com tamanha ousadia da parte de uma rapariga que demonstra ser frágil em eventos sociais, aceita sem reservas quando vê que as suas hipóteses de continuar com o seu estilo de vida já se esgotaram.

Evie através de uma gaguez auto-provocada esconde-se do mundo que desde cedo aprendeu a evitar para se proteger, mas quando se vê encurralada decide escolher um homem que, até atentou contra a sua própria amiga, para conseguir ser finalmente independente.
Se St. Vicent nunca se tinha apercebido dela, começa a tomar bastante noção da mulher que agora é sua esposa. A beleza singular, a firmeza e coragem de Evie conquistam Sebastian, que nunca se viu perante tal estado de querer proteger e segurar a única mulher que o levou a entrar para o clube dos casados. Se no início era uma união de conveniência depressa passa a ser mais do que isso e atracção começa a ser difícil de controlar. 


Porém, o facto de conhecer Sebastian St. Vicent do livro anterior, fiquei desiludida e espantada com a construção que a autora quis fazer a esta personagem nesta obra. A ideia que era um homem capaz de qualquer coisa para obter aquilo que queria, e pareceu-me demasiada repentina a transformação num homem que já faz quase tudo por uma mulher que mal conhece. Achei que por mais que a provocasse e fingisse desinteresse, pareceu-me desde o início, com uma postura demasiada interessada nela e naquilo que a envolvia. Senti que passou do 8 ao 80 em tão pouco tempo e não bateu certo para um homem daquela natureza. Talvez na minha ideia estivesse um homem realmente frio e impenetrável e com o tempo ela lá conseguisse mudar essa postura, mas conseguiu fazê-lo logo de início, mesmo que ele não o admitisse. E esperava que houvesse mais confrontos pela parte dos familiares dela, já que desde o primeiro momento da série ficamos a saber que a maldade deles não tem limites.

O que achei engraçado foi que mal houve espaço para as outras encalhadas, o que ajudou a reforçar o poder que Evie sempre teve e que era a sua família que a inferioriza e aterroriza. Só mesmo para o final é que houve estas aparições e o surgimento de Lillian e o marido Marcus trouxe outra forma de encarar o “novo” Sebastian. Mesmo que o que tenha feito seja desprezível não significa que não seja perdoável e que um voto de confiança não possa ser dado. Afinal as segundas oportunidades devem ser dadas para se provar que há espaço para a mudança e melhoramento.


Lisa Kleypas sabe bem o que faz e é mestre neste género ao criar personagens carismáticas, e lá porque este não me encheu as medidas não significa que não queira terminar a série À Flor da Pele.  E se no anterior tivemos um cheirinho do que poderia acontecer com a próxima encalhada, este não foi diferente e já me deixou ansiosa para conhecer o desfecho da Daisy. Venha lá ele. 


Citações:


“Nunca tentes recuar ao chegares a uma estrada nova – não sabes que aventuras te esperam.”


“Pense realmente no que quer. Há muito poucas coisas que não possa vir a ter…desde que se atreva a estender a mão para elas.”

Classificação: 4 de 5*

 
 

13 comentários:

  1. Gostei da tua review! Demos a mesma classificação, apesar de haver pontos em que não concordo contigo (o que é bom: é uma nova perspectiva)

    O da Daisy é o meu favorito <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que somos felizes no discordar :)

      Pois agora estou curiosa com ele estou, até porque acontece neste uma cena bem interessante com ela :P
      Mas vou ficar à espera da publicação para ter a série completa em PT.

      Eliminar
    2. Eu sei do que estás a falar, mas acredito que vais ser surpreendida xD

      Eliminar
    3. Ainda bem, surpresas são tão boas :D

      Eliminar
    4. Se fores como eu, no inicio vais torcer o focinho xD

      Eliminar
    5. Eu gosto bastante de surpresas mas só desgosto de vir que as coisas são repentinas ou do pé para a mão.

      Eliminar
    6. quando começares a ler o livro (ou a sinopse, não interessa) vais perceber. depois quero saber o que te passou pela cabeça

      Eliminar
    7. Pois não é o mesmo rapaz do livro anterior que ela se apaixona :)

      Eliminar
    8. esse é protagonista do 1º dos Hathways *_________* vou ler este ano

      Eliminar
    9. A sério?!Humm gostei tanto dele *.*
      Então que deve ter um ar tão exótico :D

      Eliminar
  2. A minha prima Patrícia já leu e adorou :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais outra série para ficar viciada *.*

      Eliminar