Opinião Livro

Shiver - Um Amor Impossível, Maggie Stiefvater


Título Original: Shiver
Autor: Maggie Stiefvater
Editora: Editorial Presença
Género: Fantasia
Série: The Wolfs of Mercy Fall #1
Colecção: Noites Claras
Páginas: 240
Ano Publicação PT: 2011
ISBN: 9789722344517

Sinopse

Sam e Grace são dois adolescentes que vivem um amor sublime e aparentemente impossível. Todos os anos, quando chega a Primavera, Sam, abandona a sua vida de lobisomem e recupera a forma humana, aproximando-se de Grace, mas sempre que regressa o Inverno, vê-se obrigado a voltar à floresta e a viver com a sua alcateia. Quando olha pela janela de sua casa, na orla da floresta, Grace repara sempre num lobo que a fita com os seus misteriosos olhos amarelos e sabe que é ele, Sam, o seu salvador. E Sam observa a sua amada de longe, ansiando pelo retorno da Primavera. Conseguirá o seu amor, cada vez mais intenso, vencer os muitos obstáculos que ameaçam separá-los para sempre? Uma história cheia de aventuras e descobertas, mágica, original, que desafia a mente e enternece o coração.



O que me fez gostar deste mundo entre lobisomens e humanos foi o facto de nascer um amor bem forte e maior entre dois seres totalmente opostos. Poder passar grande parte do livro a testemunhar esse amor entre dois adolescentes, a Grace e o Sam, e ver a labuta contra o estado meteorológico dos dias que caminhavam a passos largos para o Inverno. Engraçado é que não é um livro que assistimos ao nascer da paixão mas antes ao reconhecer do amor existente e o saludar do que ambos já sabem e conhecem um do outro. 

Um lobisomem é lobo durante o Inverno e só com a temperatura mais quente é que volta a ser humano. Mas não é algo que possa acontecer para sempre, e Sam pressente que este será provavelmente o último ano de transformação. Só que o insólito é que ele nem chegou a modificar-se durante o Verão em que decorre parte da acção e fá-lo por outras circunstâncias que o levam até a casa da Grace. Aí esta reconhece aqueles olhos amarelos e percebe instantaneamente que está perante o seu lobo favorito.


A partir daqui passam o tempo todo juntos alimentando ainda mais o amor que sentem. Se Grace se sente esquecida pelos seus próprios pais que nem se apercebem da presença de Sam debaixo do seu tecto; Sam tenta equilibrar a mente entre a vida com a sua alcateia, a sua vida antes da transformação e a sua nova vida com a presença de Grace. Tem consciência que aquilo tudo vai acabar um dia e que agora que se vê na posse das palavras tenta poder-lhe comunicar tudo aquilo que não podia fazer quando era um lobo, que apenas têm a faculdade de enviar imagens uns aos outros. Contudo alguns percalços são colocados no caminho de ambos, contudo o frio continua a ser o maior inimigo.

Achei-os personagens muito interessantes, Grace tem uma consciência e maturidade muito maior para a idade, e Sam apesar de ter sido mordido ainda em criança, conseguiu transformar-se num rapaz culto e integro, e achei engraçado o facto de ter sempre as melhor intenções para com a Grace, apesar desta já mostrar grande à vontade em avançar na relação. Também gostei que a história fosse partilhada a duas vozes e que em cada capítulo sabíamos logo qual a temperatura que estava naquele momento.

Fiquei com grande vontade de continuar a acompanhar o desenvolvimento desta bonita história invulgar de amor. O facto de a autora ter conseguido criar personagens tão amorosas num ambiente que tinha tudo para dar errado deu o mote certo para ter gostado.


Citações:

“Os livros tornam-se mais reais quando os lemos ao ar livre.”

“És lindo e triste. Como os teus olhos. És uma canção que ouvi quando em criança e que me esqueci de que sabia até voltar a ouvi-la.”

“Falamos tantas vezes a linguagem do amor e conhecemos tão bem o pequeno cemitério, com os seus nomes tristes e o medonho e silencioso abismo no qual os outros caem. Mas nós escapamos juntos, caminhando sob arvores antigas e deitamo-nos entre as flores de rosto voltado para o céu.”

Classificação: 4 de 5*
 

 
 








4 comentários:

  1. São livros que tenho muita curiosidade em ler..
    Mas por outro lado também já li criticas não tão positivas..
    Acho que vou ter que ler para tirar as minhas próprias conclusões..
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que o problema é são livros mais softs e não tão dramáticos, mais amorosos, mas para mim foi um ponto a favor porque acaba por ser diferente de outros do mesmo género.

      Eliminar
  2. Também li este livro há pouco tempo! :D
    Gostei da tua opinião! *-*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Merci, tenho de ir ver a tua então :P
      Bj

      Eliminar